sexta-feira, 17 de junho de 2011

João Castelo, 2 anos e meio sem nada...




1. Em abril e agosto de 2009, manifestando preocupação com a situação de São Luís, o PCdoB lançou os documentos “Cem Dias Sem Nada”, e “João Castelo, mais de 200 dias: quando é que vai ?”. Em ambos analisava o quadro administrativo da cidade e constatava que havia “de um modo geral a deterioração dos serviços essenciais, a absoluta falta de transparência, uma imensa paralisia da máquina pública e a completa inexistência de um projeto de gestão para a cidade. E isso tudo a despeito de contar com recursos suficientes”;

2. Nas duas ocasiões, no exercício do democrático direito de ser oposição e reiterando a responsabilidade com a cidade e sobretudo a atitude de quem a ama e quer vê-la melhor, o PCdoB conclamou publicamente o prefeito João Castelo a sair da paralisia, do descaso e da irresponsabilidade.

3. No próximo dia 30 de junho o governo Castelo completará dois anos e seis meses e o que se nota, infelizmente, é o agravamento generalizado do descaso administrativo que gera insatisfação na população e faz prevê tempos ainda mais difíceis para uma cidade à beira dos 400 anos. João Castelo continua alheio aos graves problemas de São Luis e só se manifesta para reprisar promessas enganadoras ou anunciar uma ou outra ação maquiadora , ainda assim sem garantias reais de execução;

4. Os buracos por toda a cidade são a parte mais visível dos problemas de São Luís hoje, mas não são os mais graves, infelizmente. “Buracos” maiores estão na saúde, na educação, no sistema de transporte coletivo, no saneamento, na falta de moradia digna, limpeza pública, proteção à infância e à juventude, e na aplicação dos recursos públicos. Enfim, há buracos e mais buracos na administração pública de São Luís;

5. Há a configuração clara de um governo que atravessou mais da metade do tempo que o povo lhe concedeu sem apontar um rumo claro, sem realizar obras e serviços estruturantes, sem assegurar participação da sociedade, sem garantir transparência, sem nada de positivo, enfim. O que se vê hoje é uma cidade com seus problemas agravados e uma administração inepta, sem rumo, suspeita de graves maracutaias e incapaz de liderar um processo virtuoso às vésperas dos 400 anos desde o início da colonização européia;

6. Se já não há como recuperar o tempo e as oportunidades perdidas, ainda há como estancar o caos e diminuir os prejuízos. Por isso é que uma vez mais conclamamos publicamente o prefeito João Castelo a dizer a que veio, a mostrar algum serviço, a exercer o comando da prefeitura, a revelar o que está sendo feito com os recursos do município, a respeitar nossa cidade e nosso povo. Sr João Castelo, chega de inoperância, descaso e irresponsabilidade. São Luís merece e exige respeito! Conclamamos também, e muito especialmente, as forças vivas da sociedade a se manifestarem requerendo o cumprimento das inúmeras promessas feitas na campanha eleitoral de 2008. Só com a participação ativa da cidadania - a exemplo do que centenas de ludovicenses farão neste dia 16 no protesto em frente aos Palácios dos Leões e de La Ravardiere - será possível estancar o processo de deterioração dos serviços públicos e do definitivo estabelecimento do caos total em nossa querida São Luís.



 

São Luís, 14 de junho de 2011

Comitê Municipal do PCdoB/São Luís

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após moderação.