segunda-feira, 25 de abril de 2011

I - Juca - Pirama. Canto IV




"Meu canto de morte,
Guerreiros, ouvi:
Sou filho das selvas,
Nas selvas nasci;
Guerreiros, descendo
Da tribo Tupi.


Da tribo punjante,
Que agora anda errante
Por fado inconstante,
Guerreiros, nasci:
Sou bravo, sou forte,
Sou filho do Norte;
Meu canto de morte,
Guerreiros, ouvi.


Já vi cruas brigas,
De tribos imigas,
E as duras fadigas
Da guerra provei;
Nas ondas mendaces
Senti pelas faces
Os silvos fugaces
Dos ventos que amei.


Andei longes terras,
Lidei cruas guerras,
Vaguei pelas serras
Dos vis Aimorés;
Vi luta de bravos,
Vi fortes - escravos!
De estranhos ignavos
Calcados aos pés."


Gonçalvas Dias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após moderação.