quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

PCdoB fecha questão com as centrais sindicais e indica mínimo de R$580,00.





O PCdoB vai votar por um salário mínimo de R$ 580,00, valor defendido pelas centrais sindicais, muito superior ao que propõe o governo Dilma de apena R$ 545, 00. Na compreensão dos comunistas, o governo socialdemocrata da Dilma deveria compensar os trabalhadores assim como compensou o grande capital financeiro com o aumento de juros, corte de investimentos e diminuição do crédito!


Não é justo os trabalhadores pagarem sozinhos a conta da farra financista! Mas, perguntamos, aonde Dilma quer levar o país? Eleita para avançar nas conquistas do governo Lula, Dilma retorna ao passado e adota uma macropolítica ortodoxa e monetarista de acordo com os princípios do neoliberalismo.


Juros altos, corte nos investimentos públicos, incapacidade de tratar do câmbio - leia-se: Banco Central "independente", nas mãos dos especuladores transnacionais - estrangulamento do crédito, aumento da dívida pública, etc..


E o pior que não se trata da desculpa de "correlação de forças", uma vez que possui amplo apoio político, diferente das gestões do seu anterior. Ao que parece, Dilma vai mesmo se contentar em gerenciar o capitalismo periférico brasileiro, sem, no entanto, tratar dos seus problemas estruturais.


Se ela já tivesse dito isso desde as eleições, tudo bem ! Agora vir com esse programa depois de eleita e querer dar uma de "dama de ferro" para cima dos trabalhadores não !


José Serra e o PSDB têm mais competência e knowhow nessa área. Pelo menos eles são sinceros em seus programas direitistas!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após moderação.