quarta-feira, 19 de maio de 2010

A INCOMPETÊNCIA DO GOVERNO ROSEANA E DE SEUS ALIADOS.



O Ministério do Trabalho e Emprego adverte: o PIAUI, PARÁ e CEARÁ geram mais empregos do que o MARANHÃO.

Milton Campelo (*)

O Ministério do Trabalho e Emprego – MTE disponibilizou em sua pagina na internet (www.mte.gov.br), a posição, até abril 2010, da evolução do número de empregos formais, com carteira assinada, no país.

Veja o acumulado nos últimos 12 meses do Maranhão e seus vizinhos laterais e referenciais:

- CEARÁ: 84.635 empregos;

- PARÁ: 30.809 empregos;

- PIAUI: 21.406 empregos e

- MARANHÃO: apenas 12.924 empregos.

Traduzindo: o Piauí tem uma economia 02 vezes mais dinâmica do que a Maranhense, o Pará 03 vezes mais e o Ceará 08 vezes mais do que o Maranhão! Pelo menos nos últimos doze meses.


Quantas reflexões esses números propiciam. Um deles é que o Ceará gera por mês o que o Maranhão consegue em 11 meses de atividade econômica!

Do ponto de vista territorial, o Maranhão com seus 331.983,293 km2 de extensão, sendo o do Brasil em tamanho, é capaz de abrigar em seu espaço até 07 Estados brasileiros ( Alagoas, Espírito Santos, Paraiba, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Sergipe).

O MARANHÃO apresentou um PIB ( Produto Interno Bruto ) estimado de R$ 31.606 bilhões, o que proporciona R$ 5.165,23 per capita com um IDH (Indice de Desenvolvimento Humano) de 0,636.

Se compararmos o Maranhão com os “ setes estados que cabem aqui” teremos o quadro abaixo:

ALAGOAS: R$ 17.793 bilhões (R$ 5.858,37 per capita) (IDH=0,649)

ESPÍRITO SANTOS: R$ 60.340 bilhões (R$ 18.002,92 per capita) (IDH=0,765)

PARAIBA: R$ 22.202 bilhões (R$ 6.097,04 per capita) (IDH=0,661)

RIO G DO NORTE: R$ 22.926 bilhões (R$ 7.607,01 per capita) (IDH=0,705)

RIO DE JANEIRO: R$ 296.768 bilhões (R$ 19.245,08 per capita) (IDH=0,807)

SANTA CATARINA: R$ 104.623 bilhões (R$ 17.834,00 per capita) (IDH=0,822)

SERGIPE: R$ 16.896 bilhões (R$ 8.711,70 per capita) (IDH=0,682)

Esses 07 Estados juntos produzem um PIB de R$ 541.548 bilhões, enquanto o Maranhão apenas 5,8% desse total. Não é preciso nem comparar nosso IDH com os demais.


A vantagem dos números é que eles estão disponíveis nos sistemas corporativos governamentais e eles revelam o brutal descompasso da economia maranhense das demais realidades nacionais. O resto é a utilização desproprocional de recursos midiáticos para mascarar essa realidade.


Milton Campelo

Engenheiro Agrônomo e Administrador de Negócios

Membro Direção Nacional do CEBRAPAZ

2 comentários:

  1. Só faltou a ficha de filiação!

    Silveria

    ResponderExcluir
  2. É verdade minha cara Silvéria !!!!

    Acredito que pelo andar da carruagem quem vai dá a ficha de filiação vai ser Roseana... Rsrsrsrs.

    Obrigado pela visita e volte sempre.

    Saudações.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após moderação.