terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

DO BLOG DO ED WILSON: "TARIFA SOCIAL É MAIS UM ENGODO DE CASTELO".

A redução em 50% do preço das passagens de ônibus urbanos nos finais de semana - denominada tarifa social - é uma cortina de fumaça do prefeito João Castelo (SPDB), criada somente para tentar minimizar o aumento das passagens em até 23%.
O impacto maior deste aumento está na massa trabalhadora assalariada, que utiliza o transporte coletivo como único meio de deslocamento para chegar ao trabalho e buscar os filhos na escola, citando somente dois exemplos.
Reduzir a tarifa aos sábados e domingos, quando a maioria da população não precisa deslocar-se aos pontos de trabalho, altera quase nada os gastos com passagem.Em uma cidade sem parques ambientais, com praças favelizadas, sem calçadas, as praias poluídas e raras opções de lazer cultural, a população da periferia fica retida nos bairros nos finais de semana.É nos próprios locais de moradia que se fazem os pontos de entretenimento e lazer, salvo em ocasiões especiais como Carnaval e São João, quando as festividades espalham-se pela cidade.
Em vez de tentar iludir a população com a meia passagem de migalha aos sábados e domingos, Castelo deveria ter uma política consistente para o transporte coletivo, que atendesse pelo menos os itens básicos de:
- Melhoria da qualidade da frota de ônibus;- Maior oferta de ônibus para a zona rural e periferia;
- Construção de paradas e abrigos decentes;
- Criar uma câmara setorial, com a participação da sociedade civil organizada, com o papel de debater a qualidade e a gestão do transporte urbano em São Luís;
- Abrir novas avenidas, recuperar o asfalto remendado e fazer ciclovias;

Castelo não quer nada disso. O governador da ditadura militar que mandou massacrar os estudantes em luta pela meia passagem na greve de 1979 quer mesmo é ironizar com essa meia passagem de meia tijela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário será publicado após moderação.