terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Morte na venezuela e a mídia manipuladora.



Um jovem de 15 anos foi assassinado nesta segunda-feira durante uma manifestação no estado venezuelano de Mérida. O rapaz, que era militante do movimento estudantil bolivariano, levou um tiro e morreu. Além do jovem, outra pessoa e mais nove policiais do estado foram feriados em Mérida.

O ministro do Interior, Tareck El Aissami, explicou em declaração à rede estatal "Venezolana de Televisión" que havia um grupo de jovens expressando sua posição política favorável às medidas da revolução bolivariana. Porém, na zona do protesto, há edifícios residenciais e, o que se acredita, é que foi desse local o disparo contra o grupo de rapazes do movimento bolivariano estudantil.
COMENTÁRIO.

Independente do mérito do que ocorre na Venezuela vejam abaixo como essa notícia apareceu no G1 da Globo:
Confrontos na Venezuela matam dois.
Suspensão de sinal de canal de TV oposicionista motivou protestos.


E essa postagem do Estadão:


É ou não é manipulação da informação!

Depois ficam reclamando quando mostramos a necessidade de um acompanhamento social dessas concessões públicas. Já está na hora de fazermos uma profunda reforma nos meios de comunicação social no Brasil. Afinal, são concessões públicas apropriadas privadamente por um punhado de famílias oligárquicas.
Pela democratização e controle social da mídia!

2 comentários:

  1. capovilla,

    a ditadura da mídia é um fato. em outros países o controle sobre esta mídia é superior ao que existe hoje ou ainda ficará aquém do que deveria ser, mesmo com a aplicação de imediato daquilo que se aprovou na última conferencia nacional de comunicação em, dezembro de 2009.
    mas já é um passo adiante na regulação de carteis midiáticos aqui no Brasil.
    Veja também o caso do governo do presidente Chaves, que tem posição democrática avançada diante do tema e é achincalhado pela mídia internacional. Tudo pelo fato de o estado venezuelano seguir o que diz a norma constitucional do país.
    a questão da criação de novo marco regulatório para o setor é sem dúvida um tema onde os setores democráticos e nacionalistas devem ficar atentos para que essa area atue realmente em função da sociedade e não de interesses oligopolizados de meia dúzia de malandros financistas.

    ResponderExcluir
  2. Toda essa gritaria é por causa da quebra do minopólio midiático que Hugo Chavez fez em benefício do povo venezuelano.

    Tá na hora de quebrar esse monopólio também no Brasil, fruto dos 'anos de chumbo'!

    Antes porém é necessário um grande acúmulo do forças. Tenho certeza que o povo nos seguirá!!!

    Saudações.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após moderação.