segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Independência nacional.



Definitivamente não há comparação entre o governo nacionalista e de esquerda do Lula com os do PSDB de FHC. Os governos do PSDB foram entreguistas, antinacionais e antipovo. Já o governo do Lula tem um projeto de desenvolvimento calcado em bases nacionais, além de cuidar do social, do desenvolvimento humano e da soberania da nação.

Fruto dessa visão, Lula anunciou uma estratégica parceria militar com a França. Parceria essa que envolve compras de helicópteros, aviões e submarinos, inclusive a 'estrutura' de um submarino nuclear. Mas não é só isso. Além das compras há a transferência de tecnologia. Isto quer dizer que partes dos equipamentos serão feitos no Brasil, por empresas nacionais e que depois aplicarão a tecnologia na indústria nacional. Caso mais claro desse processo vitorioso é a Embraer, hoje uma das maiores do mundo em sua categoria de aviões regionais.

A compra de um montante de armas, com tranferência de tecnologia, é acima de tudo uma questão geoppolítica. Com a descoberta do pré-sal o Brasil precisa melhorar seus meios de defesa. Além disso - talvez seja o mais importante - os EUA perderam a carteira de negócios de armas do Brasil para a França. Ou seja, os EUA, que também queriam vender aviões ao Brasil, perderam justamente quando resolveram instalar suas bases na Colômbia. É óbvio que o Brasil não vai comprar armas de um país imperialista que ameaça suas franteiras. O Brasil cortou o cordão umbilical no setor de armas com os EUA. Nos tornamos mais independentes.
Está cada vez mais claro para todos que a questão da defesa da soberania e do desenvolvimento nacional é uma bandeira das forças progressistas, democráticas e da esquerda. Isso mesmo: da esquerda!!! A elite brasileira perdeu sua nacionalidade quando escancarou, vendeu e destruiu a nação com o entreguismo do período neoliberal que agora se esvai nas brumas da crise internacional...

Para quem ainda está com a cabeça nos anos 70 do século passado, onde esquerda e forças armadas estavam em lados opostos, agora terá uma bela surpresa da história: É A ESQUERDA QUE TEM A BANDEIRA DA DEFESA E DO DESENVOLVIMENTO DA NAÇÃO! Hoje os traidores da pátria estão querendo privatizar o pré-sal, são contra o Fundo Soberano, contra o contrato estratégico com a França. Quem são eles? Os tucanos do PSDB e seus satélites do DEM e do PPS.

Como disse o Lula em seu discurso histórico: "a independência não é só um quadro pendurado na parede". Finalmente temos o Brasil para os brasileiros !

4 comentários:

  1. Cristiano
    O governo Lula deu um passo importante em fechar esse acoro com a França. A compra desses equipamentos militares, além de dar um aviso aos EUA, reafirma a nossa soberânia e busca uma independência militar e geopolítica.
    Outras iniciativas também estão sendo tomadas, a construção do um míssil nacional que terá inicialmente médio alcance e com pesrspectivas futuras de aumentar ainda mais esse alcance, além de transferência de tecnologia a indústria nacional.
    A "descoberta" da semana foi que o Brasil possue capacidade tecnológica de produção de artefatos bélicos noclear. Bom, isso sempre foi um antigo sonho dos militares brasileiros e uma pesquisa recente a partir de uma tese de doutorado em física do IME cai como elemento importante de dissuasão a partir do campo científico, mas com mensagens subliminares no campo militar.
    Como não poderia deixar de ser, protesto dos EUA e da Agência internacional de energia atômica. eles pensam que nós somos bobos, os tempos mudaram. Integra no meu blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Cristiano
    O governo Lula deu um passo importante em fechar esse acordo com a França. A compra desses equipamentos militares, além de dar um aviso aos EUA, reafirma a nossa soberânia e busca uma independência militar e geopolítica.
    Outras iniciativas também estão sendo tomadas, a construção do um míssil nacional que terá inicialmente médio alcance, com pesrspectivas futuras de aumentar ainda mais esse poder de fogo, além de transferência de tecnologia a indústria nacional.
    A "descoberta" da semana foi que o Brasil possue capacidade tecnológica de produção de artefatos bélicos nuclear. Bom, isso sempre foi um antigo sonho dos militares brasileiros e uma pesquisa recente a partir de uma tese de doutorado em física do IME cai como elemento importante de dissuasão a partir do campo científico, mas com mensagens subliminares no campo militar.
    Como não poderia deixar de ser, protesto dos EUA e da Agência internacional de energia atômica. eles pensam que nós somos bobos, os tempos mudaram. Integra no meu blog.

    ResponderExcluir
  4. Caro Robson.

    De fato, dos países que integram o BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China)só o Brasil não possui armamento nuclear. Isto mostra um descompasso entre nossa nação e os outros países "emergentes".
    O importante, acredito, é ter a capacidade de construir o artefato e não de tê-lo propriamente.

    Esse é um debate estratégico importantíssimo.

    Abs.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após moderação.