sábado, 23 de maio de 2009

Obama estatiza a GM e o PSDB quer privatizar a Petrobrás!

Para quem vivenciou a queda do 'muro de Berlin' e a ofensiva do novo liberalismo na transição dos anos 80 para os 90 do século passado, não deixa de ser curioso as manchetes da televisão e dos jornais: "A General Motors vai ser estatizada pelo governo dos EUA"...

Estatizada ? O maior símbolo da indústria norte -americana ? Justamente aqueles automóveis que vivem correndo, batendo e explodindo nos filmes de Hollywood ? Isso mesmo! Nada que uma crise de superprodução de capitais e mercadorias não faça com os dogmas do ultra-liberalismo.

A nova GM já está sendo apelidada pelo povo e também pela mídia de“Governo Motors”. A história é realmente a mãe dos nossos destinos! Justamente o país que criou o 'Consenso de Washington' que receitava para as nações subdesenvolvidas a privatização das suas empresas; que mandava governos títeres ( como o de Fernendo Henrique Cardoso do PSDB) apostar todas as fichas na 'liberdade dos mercados transnacionais', que, por seu próprio movimento de ganhos e perdas, resolveriam as necessidades de crescimento, emprego e justiça social; que ordenou a 'diminuição do estado', pois onde ele interfere causa desequilíbrios, etc. Pois bem. Menos de vinte anos depois essas 'verdades', esses 'dogmas', tiveram que ser negados, na prática, pelos seus próprios mentores. É uma ironia da história.

E o que dizem FHC e os tucanos que reproduziram aqui esse discurso nefasto, anti-social e anti-nacional ? Bem, como nossa direita é etrasada, mesquinha e subserviente, aqui eles ainda querem PRIVATIZAR A PETROBRÁS !!!

Mas o povo não é bobo ! Saberá dar sua resposta como já deu em outras ocasiões. Acho que está na hora de rediscutir as privatizações tucanas. Afinal esse foi o maior golpe que a nação brasileira sofreu desde o seu período colonial!!! E fica a lição: o fetiche do mercado livre é apenas desculpa para quem quer realizar lucros à custa da maioria da população.


6 comentários:

  1. Caro Cristiano

    Essa questão é mais um capítulo da distruição da tese neoliberal do Estado mínimo. O PSDB e seu aliado mor (DEM), com seu discusso privatista, quase jogou o país à lona.Disseminar a ineficácia dessa tese privatista tem como uma de suas virtudes pedagógicas educar o povo para que não sejam infeitiçados pelo canto da seréia do capitalismo, esse só tem compromisso com seus amos e não com a classe que vive do trabalho.

    ResponderExcluir
  2. É verdade!!! Agora é a nossa vez de tirar onda com essas contradições do neoliberalismo!!

    ResponderExcluir
  3. MAIS UMA VEZ A DIREITA MOSTRANDO PORQUE O PAÍS FICA MUITO MELHOR SEM ELES!

    ResponderExcluir
  4. Pelo menos sem eles no comando do país !!!

    ResponderExcluir
  5. Ja vi que de economia entende pouco.
    Aonde que teve superprodução? Foi uma bolha especulativa, muito diferente daquilo que voce leu, pensou ouviu dizer...
    Sobre a petrobras, pensa so um pouquinho: por que a gasolina no brasil tem que ser tão cara? mais cara do que na america do norte, resto da america latina, africa, maioria da e oceania?
    So a europa paga mais caro do que o Brasil.
    resposta: por que a Petrobrás é um MONOPÓLIO.
    SEGUE LINK:
    http://www.acemprol.com/viewtopic.php?f=16&t=2549

    ResponderExcluir
  6. Pobre Pedro...Ainda acredita nas reportagens da revista Veja...

    Vamos pensar um pouco: os motivos específicos imediatos na deflagração da crise foram as chamadas hipotecas de alto risco (subprime). Esse subsetor das hipotecas representava em jan. de 2008 uma minoria do montante de transações do gigantesco mercado imobiliario dos EUA. Se formos empiristas e ficarmos somente presos ao imediatamente visível, não entederíamos porque dessa causa inicial, que envolvia um pequeno montante de valores, se expandiu para toda economia. Um ano depois, a economia mundial vai ficar negativa em 2009;20 milhões de empregos foram destruídos segundo a OIT; as bolsas de valores perderam de jan/2008 a jan/2009 15,5 trilhões de dólares; A soma da ajuda de todos os Bancos Centrais chega a 10 trlhões de dólares (de dinheiro público diga-se de passagem). Ou seja, o termo 'especulação' mais esconde do que explica as catastróficas causas da crise e nada diz da economia real.

    Portanto, nada mais superficial e
    primário que apontar como a causa da presente crise a conduta irresponsável dos operadores financeiros que especulam com papéis. Essa é uma explicação irracional e subjetiva que em nada ajuda a entender esse fenômeno histórico por qual o capitalismo mundial está passando.

    Se vc se satisfaz com essa explicação, parabéns, vc se contenta com muito pouco...

    Sugiro a vc a leitura nesse mesmo blog sobre o Congresso do PCdoB e a crise do capitalismo (agosto). Lá desenvolvo melhor os argumentos a favor da crise de superprodução de mercadorias e capitais.

    Se o nível for da altura que eu desenvolvo no artigo acima referido, continuo o debate com vc, caso contrário, sugiro que passe a postar no blog do Décio Sá... Acredito que lá tem o nível mais condizente com seus argumentos.

    Saudações.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após moderação.